Lei de Direitos Autorais e o novo presidente do Brasil – dúvidas e consequências?!

Desde o início da campanha à presidente do Brasil fiquei bastante curiosa para saber como os candidatos haviam incluído em seus respectivos programas de governo a delicada questão da Lei de Direitos Autorais, cuja atual gestão do Governo encabeçou um projeto de reforma, que traz em seu cerne mudanças, que se efetivadas, trariam consequências extremamenteContinuar lendo “Lei de Direitos Autorais e o novo presidente do Brasil – dúvidas e consequências?!”

Marketing danoso e a matéria de hoje no caderno PME do Estadão “Urgência para transformar a educação”

Há um bom tempo não escrevo no blog. Não por que não quis, mas tive que concentrar todas as forças nos últimos tempos, logicamente que nas horas extras ao trabalho, para finalizar o mestrado, ou seja, entregar os volumes e defender a dissertação. Coincidentemente ao tema do meu trabalho leio hoje a matéria abaixo noContinuar lendo “Marketing danoso e a matéria de hoje no caderno PME do Estadão “Urgência para transformar a educação””

O autor no Dia do Escritor

Neste Dia do Escritor pensamos em autoria, em autor, mas o que define um autor? Ele define-se pelo processo criativo? Pelo quanto trabalha? As leis, os tratados internacionais, protegem o autor, definem exatamente o que vem a ser autoria? Como adequar o conceito de autoria a nova realidade de hiperlinks midiaticos? E efeitos de copia eContinuar lendo “O autor no Dia do Escritor”

A internet das coisas e a “coisificação do ser humano”

Vivemos a época em que os gadgets, como os smartphones, atuam como extensões dos nossos corpos. Quando estamos sem eles, se a bateria acaba, por exemplo, o sentimento é de vazio, de algo que falta em nosso próprio corpo, algo indispensável. Como achar um telefone? Um compromisso na agenda? O caminho para um destino? AContinuar lendo “A internet das coisas e a “coisificação do ser humano””

A Opção pelo real: redes sociais de laços abstratos

Não há dúvidas sobre o avanço tecnológico permitido pelas redes sociais com aplicações em campos tão diversos como a educação, o empresarial e os movimentos sociais. Entretanto, o potencial alienante, a super-exposição, a banalização do cotidiano, entre outras exacerbações, carecem de uma maior reflexão. Será o tempo destinado aos posts, leitura e/ou escrita roubado deContinuar lendo “A Opção pelo real: redes sociais de laços abstratos”

O paradoxo das redes socias

Há uns dois anos li uma notícia de que 2014 seria o ano em que o Facebook perderia milhões de usuários. Quando lançaram ações na bolsa novamente o assunto foi comentado. Vivemos uma época em que as diversas tribos e comunidades ativas na internet surfam conforme as ondas as levam. Migram de uma hora paraContinuar lendo “O paradoxo das redes socias”

O lápis de ponta e a máquina de escrever e como mudam as formas criativas

Na coluna do Ruy Castro há dois dias na Folha de SP: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/111590-o-lapis-de-ponta-perfeita.shtml ele falou como ainda hoje se pode viver de apontar os lápis grafite. Várias profissões ainda o utilizam e consideram importante tê-los apontados. Contou a história de um profissional apontador americano. Deu como exemplo de quem os utiliza por aqui o HelioContinuar lendo “O lápis de ponta e a máquina de escrever e como mudam as formas criativas”

USP São Carlos 24 anos depois. Trotes hostis de hoje são uma vergonha

http://youtu.be/9Pr8bKedmVc Quem assiste a este video e foi aluno de São Carlos como eu reconhece facilmente que trata-se das instalações do CAASO, o centro acadêmico da USP, palco das festas, mas também das assembléias de greves. Difícil é reconhecer nos alunos, calouros e veteranos, alguma semelhança com os anos 80. Li hoje o artigo sobreContinuar lendo “USP São Carlos 24 anos depois. Trotes hostis de hoje são uma vergonha”

A mãe e a culpa

Imagino que toda mãe deva ter sentimento de culpa vez por outra ao deixar seus filhos para trabalhar, ter um momento seu, nos momentos de lazer e também para se permitir namorar o pai destes mesmos filhos. Hoje para mim foi muito emblemático. Por uma hora ficaria longe da minha família para praticar um esporteContinuar lendo “A mãe e a culpa”

Educação em debate no pós-carnaval

Esta semana dois artigos interessantes propuseram o debate sobre questões atuais da educação brasileira. O primeiro publicado por Luiz Guilherme Piva em Tendências/debates da Folha de SP na quarta, dia 13, onde aponta duas questões, a primeira em torno da progressão continuada no âmbito do ensino básico e, a segunda, a proliferação de instituições deContinuar lendo “Educação em debate no pós-carnaval”