A banalidade dos modismos

Deve ser mesmo bastante difícil para os jornalistas “traduzir” conceitos específicos ao grande público. Torná-los simples, resumí-los em uma lauda. Como fazer isto sem cometer o pecado de oferecer ideias superficiais e até erradas?

Pois hoje na Folha de SP, 27.10, no caderno Mercado & Carreiras, há um exemplo típico:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/carreiraseempregos/135949-moda-dos-sites-com-videoaulas-chega-a-educacao-corporativa.shtml

Para quem pesquisa na área da educação, atua e têm acompanhado e estudado a onda dos MOOCs (Massive Open Online Courses) é de espantar o quanto a matéria não informa corretamente e compara alhos com bugalhos.

Mas não é somente nos grandes veículos que isto acontece. Os próprios empreendedores da área se apropriam dos termos, os distorcem do conceito original e os aplicam para fins outros que não os criados originalmente. É o que chamei no título de banalidade dos modismos.

Para quem quer se aproveitar da nova onda do momento é bastante conveniente, mesmo que para isto os alunos, aqueles para os quais os cursos são criados e veiculados, não importa como e de que forma, sejam atraídos por promessas de aprendizado mágicas e fáceis, tão rápidas quanto a duração e a retenção das informações que receberão.

 

 

Publicado por daniman66

Conselheira de Administração pelo IBGC com formação em engenharia Mecânica Aeronáutica e Mestre em Educação, além de especialista em gestão empresarial, planejamento estratégico e marketing interativo. Sustainability Management pela University of Cambridge. Climate Reality Leader (The Climate Reality Project, fundação do Ex-presidente Al Gore). ESG advocate. GRI Certified Training Center (Bridge3). Nos últimos 20 anos atuou como Vice-Presidente executiva e sócia na Manole Conteúdo. Diretora da Associação Brasileira de Direitos Reprográficos (ABDR), Membro do conselho curador da Fundação Sociedade Brasileira de Pediatria (FSBP), Membro dos comitês: Empresas Familiares do IBGC, Meio Ambiente e Energia e de Propriedade Intelectual do ICC (Bridge3). Membro do WCD, Membro do GRI, Membro do IBGC, Membro do ICC (Bridge3).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: