Hopi Hari & United Airlines – polêmicos modelos de gestão?

A história que vou contar aconteceu há alguns anos quando eu retornava de Chicago a Trabalho na classe executiva da United. Antes havia feito o trecho Londres-Chicago e admirado a aeronave moderna e bem cuidada. Já o tal vôo para o Brasil foi feito em uma aeronave muito mais antiga e desconfortável. Pensei comigo que reservam as sucatas quando o destino é o terceiro mundo. Pouco antes da decolagem apertei o cinto e me recostei na cadeira. Foi então que percebi que o encosto ia lentamente descendo sem que eu apertasse qualquer botão. Fiz alguns testes por conta própria até que me dei conta que a cadeira estava com defeito e pensei na segurança. Chamei o comissário que muito desconfiado e contrariado demonstrando ansiedade quanto a qualquer atraso na decolagem e após muito reclamar chamou alguém da manutenção. O rapaz que veio mais agressivo ainda deu um solavanco na cadeira provando assim que eu estava doida e que a cadeira estava perfeita. Tentei insistir alegando que não seria seguro eu viajar e pedi para mudar de lugar. Nada fizeram e as portas do avião se fecharam. Durante as horas que fiquei acordada alternava entre ir deitando e voltando a cadeira. Pouco antes do pouso em que pedem para deixar o assento na vertical desisti de tanto ir e vir e fiquei sentada com o encosto deitado. Aí apareçeu um comissário reclamando comigo que deveria levantar a cadeira. Pedi a ele para fazê-lo, pois não era possível, que em segundos estaria deitada de novo. Até que veio uma funcionária mais velha que me mudou de assento e se sentou à minha frente para o pouso. Expliquei a ela tudo que havia acontecido e quanto tentei alertá-los. Disse que isso era um descaso e que eu iria levar o caso para um advogado. Ela começou a chorar dizendo que a companhia estava devendo salário e que tinha muito mais ítens quebrados. Alguns meses depois meu advogado conseguiu um crédito de US$ 200 para ser usado em um próximo vôo. Nunca mais voei United. E o que esta história tem a ver com o trágico acidente que aconteceu no Hopi Hari? Provavelmente, o modelo de gestão de ambas empresas, muitas vezes feito com base em índices de performance, como vôos que saíram sem atraso, número de vezes que tal brinquedo funcionou com a capacidade máxima e outros que olham somente um lado da moeda e quase nunca olham o cliente, servindo de parâmetro para bônus e até mesmo salários e promoções de funcionários em gestões feitas com base na performance financeira, sem levar em conta até mesmo a segurança dos clientes pode cegar tais gestores e levar os funcionários operacionais a agir somente para aumentar seus índices e atingir as metas “no matter what”. Visões diferentes poderiam preservar o bem mais precioso que é a vida dos clientes que satisfeitos retornam. Quantos clientes o parque perdeu depois da tragédia?

Publicado por daniman66

Conselheira de Administração pelo IBGC com formação em engenharia Mecânica Aeronáutica e Mestre em Educação, além de especialista em gestão empresarial, planejamento estratégico e marketing interativo. Sustainability Management pela University of Cambridge. Climate Reality Leader (The Climate Reality Project, fundação do Ex-presidente Al Gore). ESG advocate. GRI Certified Training Center (Bridge3). Nos últimos 20 anos atuou como Vice-Presidente executiva e sócia na Manole Conteúdo. Diretora da Associação Brasileira de Direitos Reprográficos (ABDR), Membro do conselho curador da Fundação Sociedade Brasileira de Pediatria (FSBP), Membro dos comitês: Empresas Familiares do IBGC, Meio Ambiente e Energia e de Propriedade Intelectual do ICC (Bridge3). Membro do WCD, Membro do GRI, Membro do IBGC, Membro do ICC (Bridge3).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: